Controle de Estoque em PHP + MySQLControle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidades
Aprenda a criar um Controle de Estoque em PHP + MySQL 100% responsivo usando Bootstrap, jQuery, Choise.js e Datatable. Código-fonte completo e fácil de modificar. Acompanha instruções de instalação e criação da base de dados e tabelas do MySQL. Veja mais.
Precisa de ajuda com seus códigos Java, PHP, Delphi, C/C++, Python, Ruby, JavaScript, jQuery, C#, VB.NET, etc? Chama no WhatsApp: (062) 98553-6711 ou Instagram ou LinkedIn
Você está aqui: JavaScript ::: Web APIs (APIs Web) ::: MediaDevices Interface (Interface MediaDevices)

Como usar o método getUserMedia() da interface MediaDevices para acessar as mídias do usuário

Quantidade de visualizações: 567 vezes
O método getUserMedia() da interface MediaDevices nos permite acessar as entradas de mídias do usuários, tais como áudio e vídeo. Isso facilita o desenvolvimento de aplicações muito interessantes, a saber, tirar foto usando a webcam, gravar áudio a partir do microfone, gravar vídeo a partir da webcam, etc.

No entanto, antes de usar o MediaStream retornado pelo método getUserMedia(), é importante saber que o usuário deverá dar a sua permissão. Assim, sempre que o método getUserMedia() é chamado, uma janela de informação é mostrada para que o usuário concorde ou não em permitir o acesso às suas mídias.

Veja, por exemplo, como solicitar acesso à webcam/câmera do usuário:

<!DOCTYPE html>
<head>
<meta http-equiv="Content-Type" content="text/html; charset=iso-8859-1" />
 
<title>A interface MediaDevices</title>
  
</head>
<body>

<script type="text/javascript">
  async function obterMediaUsuario(){
    // vamos obter o stream
    var stream = null;
    try{
      stream = await navigator.mediaDevices.getUserMedia({video: true});
      window.alert("A mídia para vídeo foi obtida com sucesso.");
      // agora podemos fazer algo com o stream aqui
    }
    catch(erro){
      window.alert("Houve um erro: " + erro);
    }  
  }
  
  // o browser suporta o MediaDevices?
  if(navigator.mediaDevices){
    obterMediaUsuario()
  }
  else{
    window.alert("O navegador não suporta o MediaDevices");  
  }
</script> 
  
</body>
</html>

Veja que usamos uma função assíncrona para getUserMedia(). Isso é necessário porque esta função retorna uma Promise que, em caso de sucesso, será convertida em um objeto MediaStream. Se o usuário não permitir o acesso, um erro do tipo NotAllowedError ou NotFoundError será retornado.

Alguns navegadores só permitem o uso do método getUserMedia() em ambiente seguro HTTPS ou localhost.

Em mais dicas dessa seção você verá como tirar proveito do MediaStream retornado pela função getUserMedia() e também como tratar melhor os erros retornados.


JavaScript ::: Dicas & Truques ::: Miscelâneas

JavaScript para iniciantes - Como usar o método escape() para codificar uma frase em JavaScript

Quantidade de visualizações: 9335 vezes
A função escape() da linguagem JavaScript é usada quando precisamos codificar uma palavra, frase ou texto, ou seja, uma string. Em geral nós a usamos para codificar caracteres especiais em uma string, com a exceção dos caracteres e símbolos "* @ - _ + . /".

Veja um exemplo completo:

<html>
<head>
<title>Estudando JavaScript</title>
</head>
<body>

<script type="text/javascript">
  var frase = "Programar em JavaScript é muito bom";
  document.write("Original: " + frase + "<br>");
  document.write("Codificada: " + escape(frase));
</script>
 
</body>
</html>

Ao executarmos este código nós teremos o seguinte resultado:

Original: Programar em JavaScript é muito bom
Codificada: Programar%20em%20JavaScript
%20%E9%20muito%20bom

Lembre-se de que o objetivo da função escape() é tornar uma string portável, ou seja, que pode ser transmitida pela rede para qualquer computador que suportar os caracteres ASCII.

Nota: A função escape() foi marcada como desatualizada (deprecated) a partir do JavaScript 1.5. Em vez dela nós devemos usar as funções encodeURI() ou encodeURIComponent().


JavaScript ::: DOM (Document Object Model) ::: Navegação e Pesquisa de Nós (Nodes)

Como obter o tipo de um nó no DOM (Document Object Model) usando a propriedade nodeType a partir de seus códigos JavaScript

Quantidade de visualizações: 6755 vezes
Como obter o tipo de um nó no DOM (Document Object Model) usando a propriedade nodeType a partir de seus códigos JavaScript

A propriedade nodeType, definida no World Wide Web Consortium (W3C) Document Object Model (DOM) Level 1, pode ser usada quando precisamos obter o tipo de um determinado nó (node) na hierarquia de elementos HTML no DOM (Document Object Model). Esta propriedade retorna um valor inteiro indicando o tipo de nó sendo testado. Os valores mais comuns são 1 (nó elemento) e 3 (nó texto).

Veja uma página HTML na qual temos um parágrafo e um elemento span. Na primeira vez nós vamos obter uma referência ao parágrafo e testar o tipo do nó. Na segunda vez nós obtemos uma referência ao primeiro nó filho do elemento span, o que resultará em seu conteúdo sendo testado. Veja:

<html>
<head>
<title>Estudos JavaScript</title>

<script type="text/javascript">
  function obterNodeType(){
    // vamos obter uma referência ao parágrafo com o id "paragrafo"
    var elem = document.getElementById("paragrafo");

    // vamos obter o tipo de nó deste elemento
    var tipo = elem.nodeType;

    // vamos mostrar o resultado
    window.alert("O tipo deste elemento é: " + tipo);
    
    // vamos obter uma referência ao span com o id "frase"
    elem = document.getElementById("frase");

    // vamos obter o tipo de nó do primeiro filho deste elemento
    tipo = elem.firstChild.nodeType;

    // vamos mostrar o resultado
    window.alert("O tipo deste elemento é: " + tipo);
  }  
</script>

</head>
<body>

<p id="paragrafo">Sou um parágrafo</p>

<span id="frase">Veja esta frase</span>

<br><button onclick="obterNodeType()">Obter tipo do nó (nodeType)</button>

</body>
</html>

Note que esta propriedade é somente-leitura, ou seja, não podemos modificar seu valor em tempo de execução.

A propriedade nodeType pode ser obtida a partir dos seguintes elementos: a, abbr, acronym, address, applet, area, b, base, basefont, bdo, bgsound, big, blink, blockquote, body, br, button, caption, center, cite, code, col, colgroup, comment, dd, del, dfn, dir, div, dl, dt, em, embed, fieldset, font, form, frame, frameset, h1, h2, h3, h4, h5, h6, head, hr, html, i, iframe, img, input:button, input:checkbox, input:file, input:hidden, input:image, input:password, input:radio, input:range, input:reset, input:search, input:submit, input:text, ins, isindex, kbd, keygen, label, legend, li, link, listing, map, marquee, menu, meta, nobr, noframes, noscript, object, ol, optgroup, option, p, param, plaintext, pre, q, rt, ruby, s, samp, script, select, small, span, strike, strong, style, sub, sup, table, tbody, td, textarea, tfoot, th, thead, title, tr, tt, u, ul, var, wbr, xml e xmp.

Esta dica foi escrita e testada no Internet Explorer 8 e Firefox 3.6.


JavaScript ::: Dicas & Truques ::: Matemática e Estatística

JavaScript para matemática - Como obter o menor entre dois ou mais valores numéricos usando a função min() do JavaScript

Quantidade de visualizações: 6599 vezes
A função min() do objeto Math da linguagem JavaScript pode ser usada quando temos dois ou mais valores numéricos e gostaríamos de retornar o menor deles. Note que esta função não aceita um vetor (array) como argumento, ou seja, os valores devem ser fornecidos de forma literal ou passados como variáveis independentes.

Veja o código JavaScript completo para o exemplo:

<html>
<head>
<title>Estudando JavaScript</title>
</head>
<body>

<script type="text/javascript">
  var n1 = 45;
  var n2 = 18;
  var menor = Math.min(n1, n2);
  document.write("O menor número é " + menor);
</script>
 
</body>
</html>

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

O menor número é 18

O retorno do método min() é um objeto Number representando o menor dos valores fornecidos. Se nenhum argumento for informado, o retorno será um objeto Infinity, enquanto um objeto NaN será retornado se algum dos valores fornecidos não for um valor numérico válido.


JavaScript ::: Dicas & Truques ::: Rotinas de Conversão

JavaScript para iniciantes - Como converter uma string em um valor numérico usando o método Number() do JavaScript

Quantidade de visualizações: 21878 vezes
Algumas vezes nós precisamos converter um texto inserido pelo usuário em um valor numérico. Se sabemos que o valor é inteiro, podemos usar Number.parseInt(), enquanto, se soubermos que o valor inserido é um decimal, podemos usar Number.parseFlot().

No entanto, se estivermos na dúvida, pode usar somente a função Number(), pois ela tentará converter a string para um valor numérico (inteiro ou de ponto-flutuante) e, em caso de falha, retornará NaN (Not a Number, não é um número).

Veja o código completo para o exemplo:

<html>
<head>
<title>Estudando JavaScript</title>
</head>
<body>
 
<script type="text/javascript">
  var valor = "95,23";
  valor = Number(valor);
  document.write("O resultado da conversão é: " 
    + valor);
</script>
 
</body>
</html>

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

O resultado da conversão é: NaN

Experimente trocar "95,23" por "95.23" e veja como a conversão de string para número ocorre sem problemas.


JavaScript ::: Dicas & Truques ::: Data e Hora

Datas e Horas em JavaScript - Como obter o dia do mês em um objeto Date usando a função getDate()

Quantidade de visualizações: 8713 vezes
A função getDate() do objeto Date da linguagem JavaScript nos permite obter o dia do mês como um valor inteiro na faixa de 1 à 31. Veja abaixo um exemplo de seu uso:

<!doctype html>
<html>
<head>
  <title>O objeto Date do JavaScript</title>
</head>
<body>

<script type="text/javascript">
  // vamos obter a data atual
  var data = new Date();
  // vamos obter o dia da data atual
  var dia = data.getDate();
  // Vamos exibir o resultado
  document.write("O dia do mês é: " + dia);
</script>
  
</body>
</html>

Ao executar este código JavaScript nós teremos o seguinte resultado:

O dia do mes é: 5


Veja mais Dicas e truques de JavaScript

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português