Você está aqui: Delphi ::: dbExpress ::: TSQLDataSet

Como retornar a quantidade de campos nos registros retornados em um TSQLDataSet do Delphi usando a propriedade FieldCount

Quantidade de visualizações: 9777 vezes
Em algumas situações precisamos saber a quantidade de campos retornados em um objeto TSQLDataSet depois de dispararmos o comando SQL SELECT definido em sua propriedade CommandText. Para isso podemos usar a propriedade FieldCount. Veja sua assinatura:

property FieldCount: Integer;

Esta propriedade é definida originalmente em TDataSet e herdada pela classe TSQLDataSet.

Veja um trecho de código no qual disparamos um comando SQL SELECT em uma tabela contatos e exibimos a quantidade de campos dos registros retornados:

procedure TForm3.Button1Click(Sender: TObject);
begin
  // vamos definir o comando SQL a ser executado
  SQLDataSet1.CommandText := 'SELECT * FROM contatos';

  // vamos executar o comando
  SQLDataSet1.Open;

  // vamos obter a quantidade de registros retornados
  ShowMessage('Quantidade de campos retornados: ' +
    IntToStr(SQLDataSet1.FieldCount));
end;

Ao executarmos este trecho de código teremos uma mensagem com o seguinte texto:

Quantidade de campos retornados: 5.

Note que a propriedade FieldCount inclui somente os campos listados na propriedade Fields. Quaisquer campos agregados listados pela propriedade AggFields não são incluídos na contagem.


Delphi ::: VCL - Visual Component Library ::: TStringGrid

Como centralizar os títulos das colunas (ou o conteúdo de qualquer célula) de um TStringGrid do Delphi

Quantidade de visualizações: 11442 vezes
Em algumas situações nós precisamos centralizar os títulos das colunas de um TStringGrid. Em geral os títulos das colunas são exibidos nas células da primeira linha fixa do TStringGrid. Nesta dica eu mostrarei a forma mais comum de alcançar este efeito. Note que a técnica pode ser usada para centraliar o conteúdo de qualquer célula da grid:

procedure TForm1.StringGrid1DrawCell(Sender: TObject; ACol, ARow: Integer;
  Rect: TRect; State: TGridDrawState);
var
  conteudo: String;
  alinhamento_anterior: Word;
begin
  // vamos centralizar os títulos das colunas, ou seja, o conteúdo
  // das células na primeira linha
  if ARow = 0 then
    begin
      // vamos obter o conteúdo da célula
      conteudo := (Sender as TStringGrid).Cells[ACol, ARow];

      // vamos obter o alinhamento atual
      alinhamento_anterior := SetTextAlign((Sender as TStringGrid).Canvas.Handle,
        TA_CENTER);

      // vamos colocar o conteúdo de volta na célula
      (Sender as TStringGrid).Canvas.TextRect(Rect,
        Rect.Left + (Rect.Right - Rect.Left) div 2, Rect.Top + 5, conteudo);

      // vamos voltar o alinhamento anterior para as demais células
      SetTextAlign((Sender as TStringGrid).Canvas.Handle, alinhamento_anterior);
    end;
end;

Aqui nós temos duas chamadas à função SetTextAlign() da API do Windows. Na primeira vez nós obtemos o alinhamento atual e definimos o novo alinhamento como TA_CENTER. Na segunda chamada nós voltamos o alinhamento anterior. Se não fizermos este procedimento, todas as demais células da grid terão seus conteúdos também alinhados ao centro.


Delphi ::: VCL - Visual Component Library ::: TListBox

Como adicionar itens em uma ListBox do Delphi usando a função Add()

Quantidade de visualizações: 10771 vezes
Itens em uma TListBox podem ser adicionados usando-se o método Add() da propriedade Items, um objeto da classe TString. Este método aceita uma string representando o novo ítem e retorna um inteiro cujo valor é o índice do novo ítem. Veja o seguinte trecho de código:

procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject);
var
  item: String;
begin
  // vamos adicionar um item vindo de uma variável
  item := 'Sou o primeiro item';
  ListBox1.Items.Add(item);

  // vamos adicionar outro item...desta vez um literal
  ListBox1.Items.Add('Sou o segundo item');
end;

Note que neste exemplo não fizemos uso do valor inteiro retornado pelo método Add(). Caso isso seja necessário, podemos usar código parecido com:

procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject);
var
  item: String;
  indice: Integer;
begin
  // vamos adicionar um item vindo de uma variável
  // e obter o seu índice
  item := 'Sou o primeiro item';
  indice := ListBox1.Items.Add(item);

  ShowMessage('O novo ítem foi inserido no índice: ' +
    IntToStr(indice));
end;

É importante notar que, em uma TListBox não ordenada, ou seja, o valor de sua propriedade Sorted é false, o método Add() sempre adicionará o novo item no final da lista. Em uma lista ordenada, o item é inserido em uma posição determinada pela ordenação alfabética dos demais itens.

Para fins de compatibilidade, esta dica foi escrita usando Delphi 2009.


Delphi ::: Dicas & Truques ::: MIDI Musical Instrument Digital Interface, Mapeamento e sequenciamento MIDI, Entrada e saída MIDI

Como abrir e fechar um dispositivo de saída MIDI usando Delphi

Quantidade de visualizações: 10080 vezes
Quando queremos executar sons MIDI no Windows, a primeira tarefa a ser realizada é abrir o dispositivo de saída MIDI. Isso é feito com uma chamada à função midiOutOpen() da API do Windows. Veja sua assinatura (em C):

MMRESULT midiOutOpen(
  LPHMIDIOUT lphmo,              
  UINT_PTR   uDeviceID,          
  DWORD_PTR  dwCallback,         
  DWORD_PTR  dwCallbackInstance, 
  DWORD      dwFlags             
);

Esta função está traduzida na unit MMSystem.pas do Delphi da seguinte forma:

function midiOutOpen(lphMidiOut: PHMIDIOUT; uDeviceID: UINT;
  dwCallback, dwInstance, dwFlags: DWORD): MMRESULT; stdcall;

Antes de continuarmos, vamos entender os parâmetros desta função:

lphmo - Este é um ponteiro para um HMIDIOUT (que é simplemente um Integer). Este ponteiro é preenchido com um handle identificando o dispositivo de saída MIDI aberto. Este handle é usado para identificar o dispositivo nas demais chamadas de saída MIDI.

uDeviceID - Identificador do dispositivo de saída MIDI a ser aberto. O valor 0 aqui é seguro, visto que este identifica o primeiro dispositivo na lista de dispositivos de saída. Veja minha dica "Como obter uma lista dos dispositivos de saída MIDI no sistema" para mais informações.

dwCallback - Um ponteiro para uma função de callback, um handle de evento, um identificador de thread ou um handle para uma janela ou thread chamada durante o playback do MIDI para processar mensagens relacionadas ao processo de playback. Se não houver nada a ser processado, podemos definir o valor 0 para este parâmetro. Dê uma olhada na minha dica relacionada à função MidiOutProc().

dwCallbackInstance - Dados de instância do usuário passados para a função de callback. Este parâmetro não é usado em callbacks de janela e thread. É seguro manter seu valor como 0.

dwFlags - Flag de callback para abrir o dispositivo. Por enquanto vamos manter seu valor como CALLBACK_NULL. Veja minhas outras dicas sobre o assunto para aprofundar mais neste parâmetro.

Agora que aprendemos mais sobre os parâmetros da função midiOutOpen(), vamos ver como usá-la para abrir um dispositivo de saída MIDI e tocar a nota DÓ média (aquela no meio da escala de notas possíveis). Veja o código completo para a unit:

unit Unit2;

interface

uses
  Windows, Messages, SysUtils, Variants, Classes, Graphics, Controls, Forms,
  Dialogs, StdCtrls, MMSystem;

type
  TForm2 = class(TForm)
    Button1: TButton;
    procedure Button1Click(Sender: TObject);
  private
    { Private declarations }
    dispositivo: HMIDIOUT; // dispositivo de saída MIDI
  public
    { Public declarations }
  end;

var
  Form2: TForm2;

implementation

{$R *.dfm}

procedure TForm2.Button1Click(Sender: TObject);
var
  erro: Word;
begin
  erro := midiOutOpen(@dispositivo, 0, 0, 0, CALLBACK_NULL);

  // houve erro na abertura do dispositivo de saída MIDI?
  if (erro <> 0) then
    begin
      ShowMessage('Não foi possível abrir o dispositivo MIDI. Erro: ' + IntToStr(erro));
    end
  else
    begin
      ShowMessage('Dispositivo MIDI aberto com sucesso.');

      // vamos tocar uma nota para nos certificarmos de que o dispositivo
      // realmente foi aberto e está funcionando

      // vamos tocar a nota DÓ média e com velocidade máxima
      midiOutShortMsg(dispositivo, rgb($90, 60, 127));
      // vamos deixar a nota soar um pouco
      sleep(1000);
      // vamos silenciar a nota
      midiOutShortMsg(dispositivo, rgb($80, 60, 0));

      // finalmente vamos fechar o dispositivo MIDI
      midiOutClose(dispositivo);
    end;
end;

end.

O primeiro passo foi declarar uma variável do tipo HMIDIOUT:

dispositivo: HMIDIOUT;

Este é o dispositivo de saída que será usado nas demais chamadas MIDI, incluindo a função midiOutClose(), usada para fechar o dispositivo:

midiOutClose(dispositivo);

Na API do Windows está função está declarada da seguinte forma:

MMRESULT midiOutClose(
  HMIDIOUT hmo  
);

Na unit MMSystem.pas do Delphi está função está traduzida da seguinte forma:

function midiOutClose(hMidiOut: HMIDIOUT): MMRESULT; stdcall;

Veja que só precisamos fornecer o nome da variável representando o dispositivo de saída MIDI aberto no momento para que a função se encarregue de fechá-lo.


Delphi ::: Dicas & Truques ::: Matemática e Estatística

Como obter o maior entre dois valores usando a função Max() do Delphi

Quantidade de visualizações: 12714 vezes
A função Max(), presente na unit Math é útil quando precisamos retornar o maior entre dois valores fornecidos. Veja um exemplo:

procedure TForm2.Button1Click(Sender: TObject);
var
  a, b, maior: Integer;
begin
  // uses Math

  a := 34;
  b := 17;
  maior := Max(a, b);

  // exibe o resultado
  ShowMessage('O maior valor é: ' + IntToStr(maior));
end;

Note que a função Max() é uma função sobrecarregada, ou seja, os valores fornecidos e o retorno da função podem ser do tipo Integer, Int64, Single, Double ou Extended.

Para fins de compatibilidade, esta dica foi escrita usando Delphi 2009.


Delphi ::: Dicas & Truques ::: Arquivos e Diretórios

Como verificar a existência de um diretório usando a função DirectoryExists() do Delphi

Quantidade de visualizações: 11519 vezes
Em algumas situações precisamos saber se um diretório já existe, talvez para evitar que nosso código tente criar um diretório com o mesmo caminho e nome. Em Delphi isso pode ser feito com o auxílio da função DirectoryExists() da unit SysUtils. Esta função recebe uma string contendo o nome do diretório a ser pesquisado e retorna true se o diretório existir e false em caso contrário. Veja o exemplo:

procedure TForm1.Button1Click(Sender: TObject);
var
  diretorio: string;
begin
  // diretório que queremos verificar a existência
  diretorio := 'C:\arquivo de codigos';

  // vamos verificar se o diretório existe
  if DirectoryExists(diretorio) then
    ShowMessage('O diretório existe')
  else
    ShowMessage('O diretório NÃO existe');
end;

Note que a unit FileCtrl também contém uma função chamada DirectoryExists(). Porém, esta função foi considerada ultrapassada. Dê preferência àquela da unit SysUtils.

Para fins de compatibilidade, esta dica foi escrita usando Delphi 2009.


Veja mais Dicas e truques de Delphi

Dicas e truques de outras linguagens

Quem Somos

Osmar J. Silva
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Delphi
5º lugar: Python
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: JSP (Java Server Pages)



© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português