Lista de Exercícios Resolvidos: Java | Python | VisuAlg | Portugol | C | C# | VB.NET | C++
Você está aqui: AutoCAD VBA ::: Dicas & Truques ::: Polyline - Polilinha

Como contar os vértices de uma polilinha do AutoCAD usando AutoCAD VBA e a propriedade Coordinates do objeto AcadLWPolyline

Quantidade de visualizações: 118 vezes
Nesta dica mostrarei como podemos retornar a quantidade de vértices de uma polilinha do AutoCAD usando AutoCAD VBA. Para isso nós vamos usar a propriedade Coordinates do objeto AcadLWPolyline.

O primeiro passo é pedir para o usuário selecionar uma polilinha na área de desenho do AutoCAD usando a função ThisDrawing.Utility.GetEntity. Após o usuário fazer a seleção, nós combinamos a função UBound com a propriedade Coordinates do objeto AcadLWPolyline para retornar a quantidade de vértices.

Note que é sempre importante usar o comando CLOSE para fechar a polilinha (para o caso de uma polígonal fechada) antes de efetuar essa contagem, caso contrário teremos um vértice a mais.

Veja o código AutoCAD VBA completo para o exemplo:

' Esta macro AutoCAD VBA mostra como podemos obter e retornar
' a quantidade de vértices de uma polilinha
Sub QuantidadeVertices()
  ' vamos declarar um variável para receber a polilinha
  ' selecionada
  Dim polilinha As AcadLWPolyline
  ' e também a localização da polilinha
  Dim localizacao As Variant
  ' a quantidade de vértices na polilinha
  Dim quantidade_vertices As Double
    
  ' caso haja algum erro
  On Error Resume Next
   
  ' agora pedimos para o usuário selecionar a polilinha
  ThisDrawing.Utility.GetEntity polilinha, localizacao, _
    "Selecione uma polilinha"
    
  ' obtemos a quantidade de vértices
  quantidade_vertices = (UBound(polilinha.Coordinates) + 1) / 2
  MsgBox "Quantidade de vértices da polilinha: " & quantidade_vertices
End Sub

Ao executar este código AutoCAD VBA nós teremos um resultado parecido com:

Quantidade de vértices da polilinha: 5

Link para compartilhar na Internet ou com seus amigos:

PHP ::: Fundamentos da Linguagem ::: Estruturas de Controle

Apostila PHP para iniciantes - Como criar um laço while infinito em PHP

Quantidade de visualizações: 9912 vezes
Um laço while() infinito pode ser criado em PHP simplesmente fornecendo o valor true para a condição do laço. Neste caso é preciso que você forneça uma forma de parar o laço, ou o script continuará executando até atingir seu tempo tempo máximo de execução, e um erro será exibido na página. Veja um trecho de código exemplificando o uso de um laço while infinito:

<?
  $valor = 5;
  
  while(true){
    echo $valor . "<br>";
    $valor++;
	
    if($valor > 10)
     break; // pára o laço
  }
?>



Python ::: Python para Engenharia ::: Cálculo Diferencial e Integral

Como calcular o limite de uma função usando Python e a biblioteca Sympy - Python para Engenharia

Quantidade de visualizações: 3837 vezes
Como calcular o limite de uma função usando Python e a biblioteca Sympy

Citando a Wikipédia: Na matemática, o limite de uma função é um conceito fundamental em cálculo e análise sobre o comportamento desta função quando próxima a um valor particular de sua variável independente. Informalmente, diz-se que __$\text{L}__$ é o limite da função __$\text{f(x)}__$ quando __$\text{x}__$ tende a __$\text{p}__$, escreve-se

\[ \lim_{x \to p} f(x) = L \]

quando __$\text{f(x)}__$ está arbitrariamente próximo de __$\text{L}__$ para todo __$\text{x}__$ suficientemente próximo de __$\text{p}__$. O conceito de limite pode ser estendido para funções de varias variáveis.

A biblioteca SymPy da linguagem Python facilita muito o trabalho de se calcular limites. É claro que é sempre uma boa idéia saber calcular o limite de uma função "na mão" mesmo, até para sabermos se nosso código Python está correto. No entanto, em algumas situações, lançar mão da função limit() da SymPy nos poupará um tempo incrível.

Dessa forma, a sintáxe para o cálculo do limite na SymPy segue o padrão limit(função, variável, ponto). Então, se quisermos calcular o limite de f(x) com x tendendo a 0, só precisamos fazer limit(f, x, 0).

Vamos colocar esse conhecimento em prática então? Veja o seguinte limite:

\[ \lim_{x \to 1} 5x^2 + 2x \]

Agora observe o código Python completo que calcula e retorna o limite desta função:

# vamos importar a biblioteca SymPy
from sympy import * 

def main():
  # vamos definir o símbolo x
  x = symbols("x")
  # definimos a função
  f = (5 * x ** 2) + (2 * x) 
  # finalmente calculamos o limite
  limite = limit(f, x, 1)
  # e mostramos o resultado
  print("O limite da função é: %f." % limite)

if __name__== "__main__":
  main()

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

O limite da função é: 7.000000.

Logo, o limite da função no ponto __$\text{x}__$ = 1 vale 7, em outras palavras, 7 é o valor que __$f(5x^2 + 2x)__$ deveria ter em 1 para ser contínua nesse ponto.

Vamos ver mais um exemplo? Observe o seguinte limite:

\[ \lim_{x \to 1} \left(\frac{x^2 - 1}{x - 1}\right) \]

Aqui temos um situação interessante. Note que temos que fazer uma manipulação algébrica na expressão, fatorando os termos. Porém, mesmo em situações assim o método limit() da Sympy consegue interpretar a expressão simbólica corretamente e nos devolver o limite esperado. Veja o código Python completo:

# vamos importar a biblioteca SymPy
from sympy import * 

def main():
  # vamos definir o símbolo x
  x = symbols("x")
  # definimos a função
  f = (x ** 2 - 1) / (x - 1) 
  # finalmente calculamos o limite
  limite = limit(f, x, 1)
  # e mostramos o resultado
  print("O limite da função é: %f." % limite)

if __name__== "__main__":
  main()

Ao executar este código Python nós teremos o seguinte resultado:

O limite da função é: 2.000000.


Java ::: Coleções (Collections) ::: HashSet

Java Collections - Como usar a classe HashSet em seus programas Java

Quantidade de visualizações: 4795 vezes
A classe HashSet, no pacote java.util, é uma classe concreta que implementa a interface Set. Na maioria das vezes nós usamos objetos desta classe para armazenar elementos não duplicados (ainda que o elemento null seja permitido). Veja sua posição na hierarquia de classes da plataforma Java:

java.lang.Object
  java.util.AbstractCollection<E>
    java.util.AbstractSet<E>
      java.util.HashSet<E>
Esta classe implementa as interfaces Serializable, Cloneable, Iterable<E>, Collection<E> e Set<E> e suas sub-classes diretas são JobStateReasons, LinkedHashSet.

Veja um trecho de código no qual inserimos cinco elementos do tipo String em um HashSet e os listamos em seguida:

package estudos;

import java.util.HashSet;
import java.util.Iterator;
import java.util.Set;

public class Estudos{
  public static void main(String[] args) {
    // vamos criar uma instância da classe HashSet
    Set<String> conjunto = new HashSet<>();
    
    // vamos inserir cinco Strings neste conjunto
    conjunto.add(null); // o elemento null é permitido
    conjunto.add("Marcos");
    conjunto.add("Osmar");
    conjunto.add("Osmar"); // elemento duplicado aqui
    conjunto.add("Fernanda");
    
    // vamos exibir os elementos
    Iterator iterator = conjunto.iterator();
    while(iterator.hasNext()){
      System.out.println(iterator.next());
    }
  }
}

Ao executarmos este código teremos o seguinte resultado:

null
Fernanda
Marcos
Abel
Osmar
Veja que, embora tenhamos inserido a string "Osmar" duas vezes, o HashSet a armazenou somente uma vez. Outro detalhe é que esta classe raramente retornará os elementos na ordem em que eles foram inseridos.


VB.NET ::: Dicas & Truques ::: Strings e Caracteres

Como inverter o conteúdo de uma string em VB.NET usando os métodos ToCharArray() e Reverse()

Quantidade de visualizações: 7668 vezes
Nesta dica mostrarei como podemos tirar proveito do método ToCharArray() da classe String e do método Reverse() da classe Array do VB.NET para inverter a ordem dos caracteres de uma palavra, frase ou texto.

Note que criamos uma função personalizada InverterString() que recebe uma string, a inverte e devolve uma nova string com a ordem dos caracteres invertida.

Veja o código completo para o exemplo:

Imports System

Module Program
  Sub Main(args As String())
    ' vamos declarar uma string
    Dim frase As String = "Gosto de VB.NET"

    ' mostramos a frase original
    Console.WriteLine("Frase original: " & frase)

    ' inverte o conteúdo da string
    frase = InverterString(frase)

    ' mostramos a frase invertida
    Console.WriteLine("A frase invertidade é: " & frase)

    Console.WriteLine(vbCrLf & "Pressione qualquer tecla para sair...")
    ' pausa o programa
    Console.ReadKey()
  End Sub

  ' Função que recebe uma string e a devolve invertida
  Function InverterString(ByVal str As String) As String
    Dim invertida As String
    Dim arrChar() As Char = str.ToCharArray()
    Array.Reverse(arrChar)
    invertida = arrChar
    Return invertida
  End Function
End Module

Ao executar este código VB.NET nós teremos o seguinte resultado:

Frase original: Gosto de VB.NET
A frase invertidade é: TEN.BV ed otsoG


Delphi ::: VCL - Visual Component Library ::: TStringGrid

Como usar o evento OnDrawCell para controlar o desenho das células em um TStringGrid do Delphi

Quantidade de visualizações: 15793 vezes
O evento OnDrawCell, definido originalmente na classe TCustomDrawGrid, é disparado quando uma determinada célula do TStringGrid precisa ser desenhada. Este evento possui a seguinte assinatura:

property OnDrawCell: TDrawCellEvent;

O tipo Grids.TDrawCellEvent apresenta, no Delphi 2009, a seguinte lista de parâmetros:

TDrawCellEvent = procedure(Sender: TObject; ACol, ARow: Longint; 
  Rect: TRect; State: TGridDrawState) of object;

Vamos ver cada um destes parâmetros separadamente:

Sender - Representa a grid na qual a célula está sendo desenhada;

ACol, ARow - Índices da coluna e linha na qual a célula está sendo desenhada;

Rect - Localização da célula na área de desenho (canvas);

State - Um objeto Grids.TGridDrawState que indica se a célula possui o foco (gdFocused), está selecionada (gdSelected) e se a mesma é uma célula fixa (gdFixed). Células fixas permanecem vísiveis quando as barras de rolagem são acionadas.

Veja um trecho de código no qual usamos o evento OnDrawCell para colorir de amarelo o fundo de uma determinada célula do TStringGrid:

procedure TForm1.StringGrid1DrawCell(Sender: TObject; ACol, ARow: Integer;
  Rect: TRect; State: TGridDrawState);
var
  conteudo: String;
begin
  // vamos obter o conteúdo da célula
  conteudo := StringGrid1.Cells[ACol, ARow];

  // vamos colorir a célula na segunda linha e terceira
  // coluna com o fundo amarelo
  if (ACol = 2) and (ARow = 1) then
    begin
      StringGrid1.Canvas.Brush.Color := clYellow;
      StringGrid1.Canvas.FillRect(Rect);
      StringGrid1.Canvas.TextRect(Rect, Rect.Left, Rect.Top,
        conteudo);
    end;
end;

Para este exemplo deixei o valor da propriedade DefaultDrawing do TStringGrid como true. Isso faz com que o fundo da célula seja pintado antes que o evento DrawCell seja chamado e o efeito 3D das células fixas seja exibido ou o retângulo de foco ao redor da célula que possui o foco no momento seja desenhado após o evento. Experimente executar o exemplo com o valor false para a propriedade DefaultDrawing para ver o resultado.

Veja agora um trecho de código no qual definimos a cor vermelha para o texto das células cujo valor inteiro seja menor que 10:

procedure TForm1.StringGrid1DrawCell(Sender: TObject; ACol, ARow: Integer;
  Rect: TRect; State: TGridDrawState);
var
  conteudo: String;
begin
  // vamos obter o conteúdo da célula
  conteudo := StringGrid1.Cells[ACol, ARow];

  // vamos definir a cor vermelha para o texto das células
  // contendo valores menores que 10
  if (conteudo <> '') and (StrToInt(conteudo) < 10) then
    begin
      StringGrid1.Canvas.Font.Color := clRed;
      StringGrid1.Canvas.FillRect(Rect);
      StringGrid1.Canvas.TextRect(Rect, Rect.Left, Rect.Top,
        conteudo);
    end;
end;

Tenha cuidado para que o valor da célula possa ser convertido para inteiro por meio do uso da função StrToInt(). Caso a conversão não for possível, uma exceção do tipo EConvertError será lançada.


Desafios, Exercícios e Algoritmos Resolvidos de Delphi

Veja mais Dicas e truques de Delphi

Dicas e truques de outras linguagens

Códigos Fonte

Programa de Gestão Financeira Controle de Contas a Pagar e a Receber com Cadastro de Clientes e FornecedoresSoftware de Gestão Financeira com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - Inclui cadastro de clientes, fornecedores e ticket de atendimento
Diga adeus às planilhas do Excel e tenha 100% de controle sobre suas contas a pagar e a receber, gestão de receitas e despesas, cadastro de clientes e fornecedores com fotos e histórico de atendimentos. Código fonte completo e funcional, com instruções para instalação e configuração do banco de dados MySQL. Fácil de modificar e adicionar novas funcionalidades. Clique aqui e saiba mais
Controle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidadesControle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidades
Tenha o seu próprio sistema de controle de estoque web. com cadastro de produtos, categorias, fornecedores, entradas e saídas de produtos, com relatórios por data, margem de lucro e muito mais. Código simples e fácil de modificar. Acompanha instruções para instalação e criação do banco de dados MySQL. Clique aqui e saiba mais

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: Python
3º lugar: C#
4º lugar: PHP
5º lugar: Delphi
6º lugar: C
7º lugar: JavaScript
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: Ruby

Anúncio Patrocinado
Chat de Sexo - Site para adultso - Maiores de 18 anos. Converse com pessoas de todo o Brasil, de forma discreta e anônima


© 2024 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados
Neste momento há 10 usuários muito felizes estudando em nosso site.