Lista de Exercícios Resolvidos: Java | Python | VisuAlg | Portugol | C | C# | VB.NET | C++
Você está aqui: AutoCAD .NET API C# ::: Dicas & Truques ::: Criação de Plug-ins e Add-ons

Como criar o seu primeiro plug-in para o AutoCAD usando ObjectARX, Visual Studio 2019 e C#

Quantidade de visualizações: 114 vezes
Nesta dica mostrarei passo-a-passo como você pode criar o seu primeiro plug-in para o AutoCAD 2023 usando ObjectARX, Visual Studio 2019 e C#. O primeiro passo é ter em mente que o AutoCAD 2023 requer códigos C# ou VB.NET que têm como alvo o .NET Framework 4.8. Mesmo se a versão do seu .NET Framework for superior a isso, teremos que alterar o alvo para 4.8. Mais adiante eu mostro como isso pode ser feito.

Como o tempo passa muito rápido, pode ser que você esteja lendo essa dica com uma instalação do AutoCAD 2024 ou mais recente. Antes de continuar, pesquise a versão do .NET Framework exigida pela sua versão.

Então, vamos começar. Na minha máquina eu tenho o AutoCAD 2023, o Visual Studio 2019 (embora eu já tenha o VS 2022, uso a versão 2019 para o desenvolvimento de plug-ins para o AutoCAD e o Revit) e o .NET Framework 5.0. Lembre-se: mais adiante vou mostrar como colocar como target o .NET Framework 4.8.

Como instalar o ObjectARX SDK

Antes de iniciarmos o desenvolvimento de plug-ins para o AutoCAD, nós precisamos do SDK do ObjectARX. Para fazer o download, acesse a URL https://www.autodesk.com/developer-network/platform-technologies/autocad/objectarx-download e escolha a versão para a sua instalação do AutoCAD. Na minha máquina o diretório "inc" do ObjectARX que contém os assemblies que vamos usar no nosso plug-in está localizado em "C:\Autodesk\ObjectARX\inc".

Criando o projeto C# no Visual Studio

Inicie o Visual Studio 2019 e vá no menu Arquivo -> Novo -> Projeto. Na janela "Criar um novo projeto", selecione Biblioteca de Classes e marque a linguagem C#. Clique o botão Próximo.

Na janela "Configurar seu novo projeto", dê o nome "PrimeiroPluginAutoCAD" para o campo Nome do projeto e, em seguida, escolha o local que você quer salvá-lo. Para este exemplo eu salvei o projeto no diretório "C:\estudos_autocad". Clique o botão Próximo.

Na janela "Informações adicionais" nós podemos selecionar a Estrutura de Destino. Se você não tiver o .NET Framework 4.8, escolha a mais superior e recente. Para esta dica eu coloquei .NET 5.0. Mais adiante a gente vai editar o arquivo de configuração do projeto para termos como alvo o .NET Framework 4.8. Clique o botão Criar.

Até o momento o nosso plug-in contém o seguinte código:

using System;

namespace PrimeiroPluginAutoCAD {
  class Program {
    static void Main(string[] args) {
      Console.WriteLine("Hello World!");
    }
  }
}

Veja que ainda está longe do nosso objetivo, mas vamos com calma.

Como adicionar referências aos assemblies do ObjectARX SDK

Antes de continuarmos nós precisamos resolver as dependências para os assemblies do ObjectARX SDK. Para isso, vá no Gerenciador de Soluções, expanda o item PrimeiroPluginAutoCAD, clique com o botão direito no nó Dependências e escolha a opção Adicionar Referência de Projeto.

Na janela Gerenciador de Referências, vá na opção Procurar -> Recente. Clique o botão Procurar e vá até o diretório "C:\Autodesk\ObjectARX\inc". Localize o arquivo AcMgd.dll, selecione-o e clique o botão Adicionar. Faça o mesmo com os arquivos AcDbMgd.dll e AcCoreMgd.dll. Para finalizar, clique o botão Ok na janela Gerenciador de Referências, expanda cada uma das referências que adicionamos e marque a opção Local da Cópia como "não".

Código completo para o plug-in do AutoCAD usando ObjectARX, Visual Studio 2019 e C#

Já temos tudo que precisamos. Está na hora de escrever o código do Plug-in. Modifique o conteúdo do arquivo Program.cs para a seguinte versão:

using Autodesk.AutoCAD.Runtime;
using Autodesk.AutoCAD.ApplicationServices;
using Autodesk.AutoCAD.DatabaseServices;
using Autodesk.AutoCAD.Geometry;

[assembly: CommandClass(typeof(PrimeiroPluginAutoCAD.Class1))]
namespace PrimeiroPluginAutoCAD {
  public class Class1 {
    [CommandMethod("desenharlinha")]
    public void HelloCommand() {
      // acessamos o documento ativo do AutoCAD e a base de dados
      Document doc = Application.DocumentManager.MdiActiveDocument;
      Database db = doc.Database;

      // criamos uma nova sessão
      using (Transaction transacao = db.TransactionManager.StartTransaction()) {
        // acessamos a tabela de blocos para escrita
        BlockTable tabelaBlocos;
        tabelaBlocos = transacao.GetObject(db.BlockTableId,
          OpenMode.ForWrite) as BlockTable;
        BlockTableRecord regTabelaBlocos;
        regTabelaBlocos = transacao.GetObject(tabelaBlocos[BlockTableRecord.ModelSpace],
          OpenMode.ForWrite) as BlockTableRecord;

        // vamos criar uma nova linha
        Line linha = new Line(new Point3d(0, 0, 0), new Point3d(50, 100, 0));
        
        // adicionamos a linha à tabela de blocos e à base de dados
        regTabelaBlocos.AppendEntity(linha);
        transacao.AddNewlyCreatedDBObject(linha, true);
        
        // finalizamos a transação
        transacao.Commit();
      }
    }
  }
}

Agora, vá até o diretório "C:\estudos_autocad\PrimeiroPluginAutoCAD" e abra o arquivo PrimeiroPluginAutoCAD.csproj para edição (pode ser no Bloco de Notas, Notepad++, etc). Altere o valor do elemento <TargetFramework> para:

<TargetFramework>net48</TargetFramework>

Hora de compilar o plug-in. Clique na opção Compilação -> Compilar Solução. Se tudo correu bem você encontrará um arquivo PrimeiroPluginAutoCAD.dll no diretório "C:\estudos_autocad\PrimeiroPluginAutoCAD\", dentro da pasta "bin\Debug\net4.8". Este é o arquivo do nosso plug-in do AutoCAD.

Como executar o meu plug-in C# no AutoCAD

Agora que já temos o arquivo PrimeiroPluginAutoCAD.dll, abra o AutoCAD e digite NETLOAD na janela de comando e pressione Enter. Na janela Choose .NET Assembly você deverá selecionar o arquivo PrimeiroPluginAutoCAD.dll e clicar o botão Open.

Não se assuste com o texto "O autor deste complemento não pôde ser verificado. O que deseja fazer?". Este aviso é muito comum quando estamos instalando plug-ins no AutoCAD. Se você tem certeza que o plug-in foi baixado de uma fonte confiável, basta clicar no botão Sempre Carregar e ir em frente.

Agora é só digitar "DESENHARLINHA" na janela de comandos e ver uma linha ser desenhada automaticamente nas coordenadas (0, 0, 0) e (50, 100, 0). Deu tudo certo? Agora é só aprofundar os seus conhecimentos no desenvolvimento de plug-ins para o AutoCAD usando ObjectARX, Visual Studio 2019 e C#.

Link para compartilhar na Internet ou com seus amigos:

PHP ::: Dicas & Truques ::: Arrays e Matrix (Vetores e Matrizes)

Como remover e retornar o primeiro elemento de um array PHP usando a função array_shift()

Quantidade de visualizações: 8811 vezes
A função array_shift() do PHP remove o primeiro elemento de um vetor (array) e retorna o seu valor. Nesse caso, se as chaves, ou índices, do vetor forem do tipo númerico, elas serão reorganizadas.

Veja um exemplo de seu uso no código PHP a seguir:

<?php
/*
  Este exemplo mostra como usar a função
  array_shift() para extrair e retornar o primeiro
  elemento de um array
*/

$pessoas[0] = "Carlos";
$pessoas[1] = "Juliana";
$pessoas[2] = "Igor";
$pessoas[3] = "Marcelo";

// extrai o primeiro elemento
$primeiro = array_shift($pessoas);
echo "O elemento extraido foi: " . $primeiro . "<br>";

// vamos nos certificar de que o primeiro elemento
// foi realmente removido
echo "O array contém agora " . count($pessoas) . " elementos";
?>

Ao executar este código PHP nós teremos o seguinte resultado:

O elemento extraido foi: Carlos
O array contém agora 3 elementos


Lisp ::: Dicas & Truques ::: Trigonometria - Funções Trigonométricas

Como converter graus em radianos em LISP - Trigonometria em LISP

Quantidade de visualizações: 535 vezes
Quando estamos trabalhando com trigonometria na linguagem Common Lisp (e AutoLISP, para programadores AutoCAD), é importante ficarmos atentos ao fato de que todos os métodos e funções trigonométricas em Lisp recebem seus argumentos em radianos, em vez de graus.

Nesta dica veremos como converter graus em radianos (sem a chatice de ficar relembrando regra de três). Veja a fórmula abaixo:

\[Radianos = Graus \times \frac{\pi}{180}\]

Agora veja como esta fórmula pode ser escrita em código LISP:

; programa LISP que converte graus em radianos
(let((graus)(radianos))
  ; valor em graus
  (setq graus 30)
  ; obtém o valor em radianos
  (setq radianos (* graus (/ pi 180)))
  
  ; mostra o resultado
  (format t "~F graus em radianos é ~F" graus radianos)
)

Ao executarmos este código Common Lisp nós teremos o seguinte resultado:

30 graus convertidos para radianos é 0.5235987755982988


PHP ::: Dicas & Truques ::: Arquivos e Diretórios

Quais as diferenças entre as funções fgetc(), fread() e fgets() da linguagem PHP? - Revisado

Quantidade de visualizações: 15353 vezes
As funções fgetc(), fread() e fgets() do PHP nos permitem fazer a leitura de caracteres, palavras, textos e bytes de um arquivo. No entanto, nem sempre os iniciantes nesta linguagem conseguem identificar as diferenças entre essas três funções. Nessa dica falarei sobre o que diferencia uma da outra. Em mais dicas e truques dessa seção você aprenderá como usá-las.

A função fgetc() lê um caractere por vez em um arquivo. Sua assinatura é:

string fgetc(resource $handle)

A função fgets(), por sua vez, retorna uma linha de texto de cada vez. Veja a assinatura:

string fgets(resource $handle [, int $length])

O parâmetro $length pode ser omitido, o que significa que o tamanho da linha será definindo pela ocorrência de uma quebra de linha "\n".

Já a função fread() permite ler uma determinada quantidade de bytes de um arquivo. Sua assinatura é:

string fread(resource $handle, int $length)

O parâmetro $length indica a quantidade de bytes que serão lidos, de cada vez, do arquivo.

Esta dica foi revisada para o PHP 8.


C ::: C para Engenharia ::: Física - Mecânica

Como calcular a altura da queda livre de um corpo dado o tempo de queda e a aceleração da gravidade usando a linguagem C

Quantidade de visualizações: 1563 vezes
A Queda livre é um movimento unidimensional e uniformemente acelerado. Tal movimento ocorre quando algum corpo é solto do repouso a partir de certa altura. Uma vez que a aceleração da gravidade é constante, se desconsiderarmos a ação de forças dissipativas, o tempo de descida nesse movimento será sempre igual.

Na prática, o movimento de queda livre ideal é bastante próximo daquele em que um objeto é solto a uma pequena altura em relação ao chão. No entanto, rigorosamente, esse movimento só acontece quando algum objeto é solto no vácuo. De acordo com as equações do movimento de queda livre, o tempo de queda não depende da massa dos objetos, mas da aceleração da gravidade e da altura em que esse objeto é solto.

A queda livre é um movimento vertical que ocorre com aceleração constante, de modo que a velocidade de queda do corpo aumenta a cada segundo em relação ao centro da Terra, de acordo com a aceleração da gravidade local.

Quando soltos no vácuo, corpos de massas diferentes chegarão no mesmo tempo ao chão. O fato de uma pena não chegar ao chão no mesmo tempo em que uma bola de boliche, quando soltas na superfície da Terra, está associado ao atrito com o ar, que é quase desprezível para objetos pesados e aerodinâmicos, como a bola de boliche.

A altura da queda livre de um objeto, quando temos apenas o tempo (duração da queda), pode ser obtida por meio da seguinte fórmula:

\[ \text{H} = \frac{\text{g} \cdot t^2}{2} \]

Onde:

H ? altura em metros na qual o corpo é abandonado.

g ? aceleração da gravidade (m/s2).

t ? tempo da queda (em segundos).

Em alguns livros de Física esta fórmula é encontrada também na forma:

\[ \text{h} = \frac{1}{2} \text{g} \cdot t^2 \]

Vamos ver um exemplo? Veja o seguinte enunciado:

1) Sabendo que um corpo leva 2s para chegar ao chão após ter sido abandonado a uma altura H em relação ao solo, calcule a altura em que esse corpo foi abandonado, em metros.

Note que o tempo de queda é de 2 segundos. Então, como sabemos que a aceleração da gravidade terrestre é 9.80665, só precisamos jogar na fórmula. Veja o código C completo para o exemplo:

#include <stdio.h>
#include <stdlib.h>
#include <math.h> 
     
int main(int argc, char *argv[]){
  // gravidade terrestre em m/s2
  float gravidade = 9.80665;
  // tempo da queda
  float segundos = 2; // em segundos
  
  // vamos calcular a altura da queda
  float altura = (gravidade * pow(segundos, 2)) / 2;
  
  // mostramos o resultado
  printf("A altura da queda livre é: %f metros",
    altura);
			  
  printf("\n\n");
  system("PAUSE");
  return 0;
}

Ao executar este código C nós teremos o seguinte resultado:

A altura da queda livre é: 19.613300 metros.


C# ::: Coleções (Collections) ::: List<T>

Como retornar a quantidade de elementos que podem ser armazenados na List do C# sem redimensioná-la

Quantidade de visualizações: 7016 vezes
O objeto List do C# possui uma propriedade Capacity que nos retorna a quantidade de elementos que podem ser inseridos na lista antes que ela tenha que redimensionar o seu array interno. Quando o tamanho da lista excede essa capacidade, automaticamente o array interno é redimensionado de forma a acomodar esses novos itens.

Nessa dica eu mostro como podemos retornar o valor dessa propriedade. Veja:

using System;
using System.Collections.Generic;

namespace Estudos {
  class Principal {
    static void Main(string[] args) {
      List<int> valores = new List<int>();

      // insere valores na lista
      valores.Add(4);
      valores.Add(2);
      valores.Add(87);
      valores.Add(23);
      valores.Add(100);

      // obtém a capacidade da lista
      // NOTA: Capacity é o número de elementos que a lista
      // pode armazenar antes de ser preciso redimensioná-la.
      int capac = valores.Capacity;
      Console.WriteLine("A capacidade da lista é de "
         + capac + " elementos.");

      Console.WriteLine("\nPressione uma tecla para sair...");
      Console.ReadKey();
    }
  }
}

Ao executar este código C# nós teremos o seguinte resultado:

A capacidade da lista é de 8 elementos.


Desafios, Exercícios e Algoritmos Resolvidos de C#

Veja mais Dicas e truques de C#

Dicas e truques de outras linguagens

Códigos Fonte

Programa de Gestão Financeira Controle de Contas a Pagar e a Receber com Cadastro de Clientes e FornecedoresSoftware de Gestão Financeira com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - Inclui cadastro de clientes, fornecedores e ticket de atendimento
Diga adeus às planilhas do Excel e tenha 100% de controle sobre suas contas a pagar e a receber, gestão de receitas e despesas, cadastro de clientes e fornecedores com fotos e histórico de atendimentos. Código fonte completo e funcional, com instruções para instalação e configuração do banco de dados MySQL. Fácil de modificar e adicionar novas funcionalidades. Clique aqui e saiba mais
Controle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidadesControle de Estoque completo com código fonte em PHP, MySQL, Bootstrap, jQuery - 100% funcional e fácil de modificar e implementar novas funcionalidades
Tenha o seu próprio sistema de controle de estoque web. com cadastro de produtos, categorias, fornecedores, entradas e saídas de produtos, com relatórios por data, margem de lucro e muito mais. Código simples e fácil de modificar. Acompanha instruções para instalação e criação do banco de dados MySQL. Clique aqui e saiba mais

Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: Python
3º lugar: C#
4º lugar: PHP
5º lugar: Delphi
6º lugar: C
7º lugar: JavaScript
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: Ruby

Anúncio Patrocinado
Chat de Sexo - Site para adultso - Maiores de 18 anos. Converse com pessoas de todo o Brasil, de forma discreta e anônima


© 2024 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados
Neste momento há 8 usuários muito felizes estudando em nosso site.