Delphi - Dicas & Truques - Formatação de datas, strings e números

Mais Dicas e Truques de Programação

Java ::: Classes e Componentes ::: JTextArea

Java Swing - Como obter o texto selecionado em um controle JTextArea do Java Swing

Quantidade de visualizações: 7843 vezes
Em algumas situações nós precisamos obter o texto selecionado pelo usuário em um componente JTextArea de nossas aplicações Java Swing. Isso pode ser feito com uma chamada ao seu método getSelectedText().

Veja um trecho de código no qual obtemos o texto selecionado em um JTextArea chamado textArea:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso



Delphi ::: Classes, Controles e Componentes ::: TRegistry (Registro do Windows)

Como excluir chaves no registro do Windows usando Delphi a função DeleteKey() da classe TRegistry do Delphi

Quantidade de visualizações: 12715 vezes
Em algumas situações precisamos excluir determinadas chaves do registro do Windows. Para isso podemos usar o método DeleteKey() da classe TRegistry. Este método recebe uma string especificando a chave a ser excluída e retorna um valor Boolean, informando o sucesso da operação.

Veja um trecho de código no qual tentamos excluir uma chave com o nome de "Arquivo de Códigos" localizada sob a chave raiz HKEY_CURRENT_USER:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso


Note que este método remove a chave e todas as informações associadas a ela. Porém, se a chave possuir sub-chaves, estas deverão ser removidas individualmente antes de excluirmos a chave mãe.

Para fins de compatibilidade, esta dica foi escrita usando Delphi 2009.


C# ::: Windows Forms ::: DataGridView

Como retornar a linha da célula selecionada em um DataGridView do C# Windows Forms

Quantidade de visualizações: 21039 vezes
Muitas vezes precisamos obter a linha atual de uma determinada célula selecionada no DataGridView. Isso pode ser feito por meio da propriedade CurrentRow. Esta propriedade retorna um objeto da classe DataGridViewRow, que representa uma linha no DataGridView. Podemos usar esta classe para obter o índice da linha que contém a célula selecionada, percorrer todas as células de uma determinada linha, etc.

Veja um trecho de código no qual usamos a propriedade CurrentRow para obter o DataGridViewRow representando a linha da célula selecionada:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso



Delphi ::: Dicas & Truques ::: Bilbiotecas Estáticas (obj) e Dinâmicas (DLLs)

Como criar DLLs usando Delphi? É possível criar DLLs para o Windows usando Delphi?

Quantidade de visualizações: 11032 vezes
As DLLs (Dynamic Link Libraries - Bibliotecas de Vínculo Dinâmico) são arquivos compilados bem similares aos arquivos .exe que estamos acostumados a criar em Delphi. Uma DLL contém rotinas, recursos ou ambos. Mas, não pode ser executada por si só, ou seja, se dermos duplo-clique em uma DLL nada acontecerá.

Isso acontece porque uma DLL é desenvolvida para ser usada juntamente como outros aplicativos e/ou outras DLLs. No ambiente Windows encontramos muitas DLLs. Na verdade, o Windows e sua Win32 API é uma coleção de DLLs. Se olharmos nos diretórios System ou System32 encontraremos várias delas, incluindo kernel32.dll, gdi32.dll, user32.dll, shell32.dll, comctl32.dll, entre outras.

Mas, para que servem as DLLs? É possível desenvolver aplicações Windows sem usá-las? Vamos às respostas.

As DLLs existem com o propósito de compartilhar código entre aplicações. Isso quer dizer que uma mesma DLL pode estar sendo usada por vários programas ao mesmo tempo. E isso é verdade no ambiente Windows. Todos os programas de interface gráfica escritos em Delphi, C, C++, etc e que usam os componentes gráficos do Windows estão de alguma forma fazendo uso de códigos disponíveis em DLLs do sistema. Sem o aproveitamente de tais códigos os executáveis ficariam enormes, visto que cada um teria que implementar as rotinas de desenho e diretivas de criação de janelas. Ao aproveitar as funcionalidades disponíveis nas DLLs do sistema esta tarefa se torna muito mais fácil.

Mas, além de usar DLLs de terceiros com códigos já prontos e devidamente testados, você também pode criar suas próprias DLLs. O motivo disso é que você pode querer compartilhar algumas de suas rotinas entre os vários aplicativos que você desenvolve. A maior vantagem disso é que, ao atualizar ou corrigir o código em uma DLL você estará certo de que todas as aplicações que fazem uso desta DLL automaticamente perceberão e tirarão proveito da atualização.

Entre as vantagens do uso de DLLs podemos citar:

a) Podemos compartilhar rotinas e códigos entre várias aplicativos;

b) Ao mantermos boa parte de nossos códigos em DLLs nós conseguimos economizar memória e espaço em disco;

c) Outros desenvolvedores poderão usar nossas rotinas e lógica mesmo sem ter acesso aos nossos códigos-fontes;

d) Podemos usar códigos escritos em outras linguagens em nossos programas Delphi. Isso quer dizer que uma DLL escrita em C/C++ poderá ser usada em um programa Delphi sem qualquer problema. A prova disso é que as DLLs do Windows são escritas em C/C++.

Hora de criar sua primeira DLL em Delphi. Consulte outras dicas nesta seção para aprender a fazê-lo.

Para fins de compatibilidade, esta dica foi escrita usando Delphi 2009.


PHP ::: Dicas & Truques ::: Arquivos e Diretórios

Arquivos e diretórios em PHP - Como ler o conteúdo de um arquivo uma linha de cada vez usando a função fgets() do PHP

Quantidade de visualizações: 12661 vezes
Este exemplo mostra como ler o conteúdo de um arquivo uma linha de cada vez usando a função fgets() da linguagem PHP. Observe como usamos a função rtrim() para retirar a quebra de linha do final da linha lida.

Eis o código PHP completo para a dica:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso

Ao executar este código PHP nós teremos o seguinte resultado:

Esta é a primeira linha do arquivo
Esta é a segunda linha do arquivo
Esta é a terceira linha do arquivo
Esta é a quarta linha do arquivo


Delphi ::: VCL - Visual Component Library ::: TListBox

Como excluir o item ou itens selecionados em uma TListBox do Delphi usando a função DeleteSelected

Quantidade de visualizações: 12078 vezes
Em algumas ocasiões nós precisamos excluir o item ou os itens selecionados em uma TListBox. Isso pode ser feito com o auxílio do método DeleteSelected da classe TListBox. Veja um trecho de código no qual excluímos apenas o item selecionado:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso

É possível conseguir o mesmo resultado usando o método Delete() do objeto Items (do tipo TStrings). Veja:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso

Note que o método Delete() do objeto Items exige o índice do elemento a ser removido. Com o método DeleteSelected da classe TListBox esta exigência não existe. Além disso, o método DeleteSelected permite excluir mais de um elemento selecionado, ou seja, ele excluir todos os elementos selecionados. Veja:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso

Execute este código, selecione mais de um item e clique no botão para verificar o resultado.

Para fins de compatibilidade, esta dica foi escrita usando Delphi 2009.


C# ::: Dicas & Truques ::: Strings e Caracteres

C# para iniciantes - Como obter uma substring de uma string usando o método Substring() da classe String do C#

Quantidade de visualizações: 30721 vezes
Esta dica mostra como obter parte de uma palavra, frase ou texto, ou seja, extrair uma substring a partir de uma string. Isso pode ser feito por meio da função Substring() da classe String da linguagem C#. Veja que temos que fornecer o índice do primeiro caractere (começando em 0) e a quantidade de caracteres que serão obtidos.

Veja o código completo para o exemplo:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

A frase é: Gosto muito de C#
Substring obtida: muito


Java ::: Projetos Java Completos - Códigos Fonte Completos Java ::: Projetos Java Programação Orientada a Objetos - Exemplos Java

Sistema para Biblioteca usando Programação Orientada a Objetos em Java - Projeto completo com código fonte - Versão console

Quantidade de visualizações: 4545 vezes
Sistema para Gestão de Biblioteca usando Programação Orientada a Objetos em Java - Projeto completo com código fonte - Versão console

Controle de Biblioteca - Sobre este projeto Java



Nesta dica apresento a idéia de um Controle de Gestão de Biblioteca em Java usando Programação Orientada a Objetos. Trata-se de um programa com código fonte em duas versões console.

Na primeira versão temos os dados sendo gerenciados por objetos ArrayList. Na segunda versão nós tiramos proveito dos métodos dos métodos readObject() e writeObject() e da interface Serializable para implementar a serialização de objetos em Java. Dessa forma, os dados do sistema podem ser salvos e carregados todas as vezes que o sistema for iniciado.

Um Controle de Gestão de Biblioteca é um projeto ideal para dominar a programação orientada a objetos em Java, além de permitir colocar em prática várias coisas que estudamos na linguagem e não temos a oportunidade de implementar. Assim, este código, se bem estudado e bem entendido, pode render um controle de biblioteca pronto para ser vendido no mercado ou implementado em sua própria escola ou faculdade. Basta conectar as funcionalidades das classes a um banco de dados tal como o MySQL e adicionar mais alguns pequenos detalhes.

O Diagrama de Classes Java

Antes de falarmos mais sobre o projeto do Sistema de Biblioteca, dê uma boa olhada no seu diagrama de classes:



Como a aplicação está estruturada?

Como podemos ver no diagrama de classes, todo o controle do sistema é feito a partir da classe Biblioteca, que contém objetos da classe ArrayList para guardar objetos das classes Usuario, Autor, Editora, Livro, Emprestimo e Multa.

O relacionamento entre os objetos das classes envolvidas está bem definido no código fonte, com comentários e menus individuais para o gerenciamento de cada parte que compõe o controle de biblioteca apresentado.

Um empréstimo envolve um livro e um usuário, e pode gerar uma multa caso a devolução seja feita fora do prazo. A multa é gerada somente na devolução. Em sistemas reais, o usuário não pode fazer uma nova locação caso a multa não seja paga. Deixamos como sugestão e desafio, essa implementação no código. No entanto, já fizemos todo o restante do cálculo para você, ou seja, fizemos a diferença entre a data do empréstimo e sua devolução e geramos a multa, se houver, já com o devido valor a ser pago.

Um livro está relacionado a um autor e a uma editora. Inicialmente o livro é cadastrado como disponível. Porém, esse status é alterado para indisponível quando ele está envolvido em um empréstimo, e novamente disponível quando é feita a devolução.

Tudo isso é feito por meio de vários menus de opções, como mostro a seguir.

As opções de menu para o gerencimento do sistema da biblioteca

O menu principal foi escrito usando-se o seguinte código:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso


Note que cada case do switch do menu principal chama um método que será responsável por exibir um menu individual para o gerencimento da classe correspondente.

Veja, por exemplo, o menu para cadastrar um novo usuário na biblioteca:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso


Devo usar ArrayList do Java para desenvolver o sistema?

Sim, objetos da classe ArrayList são perfeitos quando precisamos representar relacionamentos um para muitos e muitos para um. É claro que poderíamos usar vetores de objetos (usando array), mas ficaríamos restritos a tamanhos fixos, enquanto o ArrayList nos permite cadastrar quantos usuários, livros, editoras, autores e empréstimos nós quisermos.

Dessa forma, veja, por exemplo, o trecho de código que registra um novo empréstimo:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso


Note que este trecho de código é parte do case da opção Novo Empréstimo do menu Gerenciar Empréstimos. Veja como usamos uma variável estática contadorEmprestimos da classe Emprestimo para criarmos um valor inteiro auto-incremento que nos permite identificadores únicos para cada empréstimo da biblioteca.

Viu que código mais lindo? Note como a Programação Orientada a Objetos em Java nos permite desenvolver idéias de forma bem parecida mesmo ao mundo real.

Como posso obter este código fonte?

O código fonte desta aplicação é fornecido em duas versões:

1) SBIBLIOJCNB-A - Sistema de Gestão de Biblioteca em Java com Código Fonte Versão Console - NetBeans IDE ou Eclipse.

2) SBIBLIOJCNB-B - Sistema de Gestão de Biblioteca em Java com Código Fonte Versão Console - Lê e salva os dados em arquivo usando serialização (Serializable), ou seja, os métodos readObject() e writeObject() - NetBeans IDE ou Eclpse.

Para adquirir, entre em contato conosco usando o WhatsApp ou e-mail indicados na lateral do site. Podemos combinar alterações e a adição de novas funcionalidades.

Não se esqueça: Uma boa forma de estudar o código é fazendo pequenas alterações e rodando para ver os resultados. Outra opção é começar um projeto Java do zero e ir adicionando trechos do código fonte para melhor entendimento de suas partes.


Java ::: Java Swing - JTable e classes relacionadas ::: JTable

Como inserir novas colunas em uma JTable do Java Swing em tempo de execução usando o método addColumn() da classe DefaultTableModel

Quantidade de visualizações: 13516 vezes
Em algumas situações nós precisamos adicionar uma ou mais colunas em uma JTable do Java Swing. Entre as formas possíveis, uma é por meio do uso da função addColumn() da classe DefaultTableModel. Este método recebe, no exemplo abaixo, uma String contendo o nome da coluna a ser criada.

Veja o código completo para a aplicação Java Swing:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso



Python ::: Fundamentos da Linguagem ::: Estruturas de Controle

Como criar um laço while() infinito na linguagem Python

Quantidade de visualizações: 8663 vezes
Nesta dica eu mostrarei como é possível criar um laço (loop) while infinito em Python. Esta técnica é útil para as situações nas quais queremos interagir com o usuário do nosso programa até que um determinado valor seja informado.

No exemplo abaixo temos um laço while() que será executado até que o texto "fim" seja informado pelo usuário.

Veja o código completo:

Este trecho de código ou resolução de exercício faz parte do Super Pack +10.000 Dicas e Truques de Programação e +500 Exercícios Resolvidos em Java, Delphi, C#, C, C++, Python, VB.NET, Golang, Pascal, Ruby, PHP, e várias outras linguagens.

Liberar Acesso

Ao executar este código nós teremos o seguinte resultado:

Digite uma frase: Estou estudando Python
Você digitou: Estou estudando Python
Digite uma frase: Preciso viajar amanhã
Você digitou: Preciso viajar amanhã
Digite uma frase: fim
Você digitou: fim
Você acaba de sair do laço while()

Carregar Publicações Anteriores


Linguagens Mais Populares

1º lugar: Java
2º lugar: C#
3º lugar: PHP
4º lugar: Python
5º lugar: Delphi
6º lugar: JavaScript
7º lugar: C
8º lugar: C++
9º lugar: VB.NET
10º lugar: Ruby

Últimos Projetos e Códigos Fonte Liberados Para Apoiadores do Site

Últimos Exercícios Resolvidos

Quem Somos

Osmar J. Silva
Programador Freelancer
WhatsApp +55 (062) 98553-6711

Goiânia-GO
Programador Freelancer - Full Stack Developer, Professional Java Developer, PHP, C/C++, Python Programmer, wxWidgets Professional C++ Programmer, Freelance Programmer. Formado em Ciência da Computação pela UNIP (Universidade Paulista Campus Goiânia) e cursando Engenharia Elétrica pela PUC-Goiás. Possuo conhecimentos avançados de Java, Python, JavaScript, C, C++, PHP, C#, VB.NET, Delphi, Android, Perl, e várias tecnologias que envolvem o desenvolvimento web, desktop, front-end e back-end. Atuo há mais de 15 anos como programador freelancer, atendendo clientes no Brasil, Portugal, Argentina e vários outros paises.
Entre em contato comigo para, juntos, vermos em que posso contribuir para resolver ou agilizar o desenvolvimento de seus códigos.
José de Angelis
Programador Freelancer
WhatsApp +55 (062) 98243-1195

Goiânia-GO
Programador Freelancer - Formado em Sistemas de Informação pela Faculdade Delta, Pós graduado em Engenharia de Software (PUC MINAS), Pós graduado Marketing Digital (IGTI) com ênfase em Growth Hacking. Mais de 15 anos de experiência em programação Web. Marketing Digital focado em desempenho, desenvolvimento de estratégia competitiva, analise de concorrência, SEO, webvitals, e Adwords, Métricas de retorno. Especialista Google Certificado desde 2011 Possui domínio nas linguagens PHP, C#, JavaScript, MySQL e frameworks Laravel, jQuery, flutter. Atualmente aluno de mestrado em Ciência da Computação (UFG)
Não basta ter um site. É necessário ter um site que é localizado e converte usuários em clientes. Se sua página não faz isso, Fale comigo e vamos fazer uma analise e conseguir resultados mais satisfatórios..


© 2021 Arquivo de Códigos - Todos os direitos reservados | Versión en Español | Versão em Português